quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

1ª REUNIÃO DA NOVA DIRETORIA


A nova diretoria eleita do Palmerinhas, com o Lito na presidência, teve a sua primeira reunião nesta segunda feira. Na ocasião, o ex-presidente Daniel prestou contas da tesouraria. Daniel continuará responsável pelas reformas do vestiário até o final de janeiro.

Moura Ferro fez um relato sobre a situação do processo judicial do nosso campo mostrando a situação extremamente complicada que nos encontramos. Foi resolvido que se tentaria uma audiência com o Prefeito de Florianópolis, Dário Berger, com o Presidente da Câmara Municipal, Geran Loureiro, e com outros vereadores, especialmente, com o Vereador Renato da Farmácia, para iniciar uma grande campanha publica em defesa deste importante patrimônio da comunidade. Esta se preparando, no momento, recursos ao processo judicial, após se fará um jornal para a comunidade explicando todo o processo e tentando organizar, na comunidade, a nossa resistência, onde todos seram chamados a participar.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O ÚLTIMO COMPROMISSO OFICIAL DO ANO

Domingo, no Cruz de Malta, contra o Veterano "B" do VT Canto cumprimos o último compromisso oficial do ano. E fomos bem. Muito bem. Melhor dizendo, começamos arrassadores e fomos diminuindo o ritmo que chegou quase a assustar. Quase.

O time apresentou com várias modificações devido as diversas ausências dos atletas. Não tinhamos goleiro de ofício, nem zagueiros. O Precisamos fazer convites para completar 11 jogadores. Completaram o nosso time o Zé Luiz (do 1º time), Kico, do Familia Cameu, e o Ceará (ex-Palmeiras). O time jogou com André; Ceará, Marô, Zé Luis e Gilson; Kico, Moura, Jean e Luciano; Marquinhos e Baixinho.

Um primeiro tempo disputado mas fomos fazendo os gols ao natural. 3 gols. No segundo tempo começamos arrassadores, com o Zé Luiz de meia e o Luciano na defesa. Mais 3 gols em 15 minutos. Dai começamos a relaxar. Zé Luiz saiu machucado. A defesa avançou para fazer um golzinho cada um. Nos contra-ataques, o VT Canto fez 4 gols. Todos muito cançados. Muito sol e fim de temporada. Ainda bem que o jogo acabou. 6 X 4. Mais uma vitório e é o que importa.

A nova diretoria eleita (Lito, na Presidência) reune hoje, segunda, para a prestação de contas da diretoria anterior (Daniel, Presidente) e para programar a sua gestão.

Foi um bom ano para o Palmerinhas, para o Veterano e para o primeiro time que volta a primerona.

Muito trabalho para o próximo período, principalamente, para manter o campo cuja batalha jurídica continua bastante desfavorável para nós.

Depois do jogo aquela cervejinha para relaxar.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

VT CANTO DE NOVO

O Cruz de Malta, que esta promovendo o festival deste final de semana, alterou o nosso adversário. Será, novamente, o VT Canto que ganhamos neste último domingo (vide dois post a baixo) . Agora será em campo neutro, Cruz de Malta, e com outro ártibro. Vamos confirmar o nosso favoritismo.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

FAMILIA CAMEU


Recebemos a seguinte mensagem de fim de ano da Familia Cameu que, desde já, agradecemos e retribuimos.
"O FAMILIA FUTEBOL CLUBE PARABENIZA TODA SUA EQUIPA DO PALMERINHAS, PELA AJUDA PRESTADA A NOSSA EQUIPE E DESEJAR A TODOS DESTA AGREMIAÇÃO UM FELIZ NATAL E UM PROSPERO ANO NOVO CHEIO DE GRANDES VITÓRIAS E CONQUISTAS. NOSSO MUITO OBRIGADO, SABADO SERÁ REALIZADO O ULTIMO JOGO DO ANO NO CAMPO DO PALMEIRNHAS.
UM ABRAÇO
VALTER
PRESIDENTE "

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Festival no Palmerinhas: sucesso!




74 gols em 12 jogos, uma média de mais de 6 gols por jogo!34 caixas de cerveja, 160 refris, 7 frangos (assados, não gols) e muita alegria: esse é o saldo do Festival do Palmerinhas 2009, realizados para levantar fundos para a realização da reforma dos vestiários. Números assim dariam inveja em qualquer Federação de futebol do país.
E tem mais, em todos esses jogos não foi aplicado NENHUM CARTÃO AMARELO. Ninguém brigou. Um perfeito exemplo de amor ao esporte e companheirismo. Estamos orgulhosos de podermos compartilhar nosso espaço com os amigos que lá estiveram jogando, comendo, bebendo e se divertindo.
Nosso time venceu a partida com: Leônidas, Lucas (Marquinhos), Cristiano, Lito e Gilson, André, Maro, Gean e Luciano, Dito e Baixinho.
A Diretoria do Palmerinhas e seus jogadores agradecem a todos que compareceram e ajudaram, direta ou indiretamente, com a realização deste evento.
Veja aqui mais fotos do último dia do Festival.
Vejam abaixo os resultados das partidas:

Sexta Feira: 27/11

Boleiros Do Inmetro 7 x 5 Transol

Só Amigos 1 X 5 Lagoa

Bocão 2 X 2 Persistente


Sábado 28/11


Amigos do Divino 1 X 1 Golaço

Lagoense 3 X 1 Real Continente

Cruz de Malta B 2 X 2 Família Trindade

Cruz de Malta A 1 X 1 Barcelona

Joga Bonito 5 X 4 Ladeira

Vila Nova A 7 X 6 Família Cameu


Domingo 29/11


Palmeiras 4 X 1 VT Canto B

VT Canto A 2 X 1 Movido à Álcool

Lagoa 4 X 6 Costeira

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

UMA GOLEADA, DOIS JUIZES E UM JOGO INACABADO

Tudo parecia conspirar para ser um péssimo domingo esportivo mas o resultado, apesar de todos os problemas, foi positivo. Choveu muito durante a noite e a chuva ia e vinha pela manhã. O campo surpreendentemente estava seco. A primeira notícia era que o nosso jogo, na verdade, já tinha acontecido no sábado em um festival no Cruz de Malta, fechado pelo Luciano. Tinha disputa de taça e tudo e alguns dos nossos atletas tinham comparecido.

Cancelar ou não o jogo? O que fazer? O vestiário em obras estava impossibilitado de uso mas isto todos já sabiam. O campo estava seco mas chovia por alguns minutos, parava e ameaça um toró. O time visitante ligou e confirmou a presença com algum atraso. Do nosso time apenas alguns. Aos poucos vinham as informações de que Luciano e Jean tinham viajado com o time master do Avai, que Lucas tinha compromisso na universidade, que o Ni não vinha, que o João e o André estavam doente. Seis não compareceriam, com certeza. Quando aumentou a chuva e eramos apenas uns poucos e o mais prudente seria cancelar o jogo começou a chegar o time do Grêmio. Não dava para mandar eles voltarem. Chegavam com esposas e filhos. Bastava, para nós, o constrangimento de não ter onde oferecer para as senhoras e crianças sentarem, não ter o bar aberto ou nem mesmo banheiro.

Devagar o tempo foi firmando e competamos 12 atletas com o reforço do Nenem e do Cheiro. Tudo parecia ótimo quando, começou o jogo, e nos minutos iniciais, o time adversário tocava a bola fácil e tomamos um gol de falta do meio da rua. Anunciava um desastre.

Pouco a pouco o time foi se equilibrando, tocando a bola desde a defesa, e as opotunidades foram aparecendo. Com a ajuda do goleiro adversário fizemos, ao natural, 4 X 1 no primeiro tempo e o jogo terminou de 6 X 2. Goleada. 2 do Baxinho, 2 do Marquinhos, 1 de Nenem e outro do Marô.

As arbitragens (foram duas) foi um caso a parte no jogo. O time adversário, apesar de jogar lealmente durante todo o jogo, com a derrota eminente, começou a fazer pressão sobre o arbitro Divino desde o primeiro tempo. Alguns dos atletas do Palmerinhas também, apesar de estarmos ganhando de 4 X 1, de estarmos jogando no nosso campo com um artibro muito bem conhecido por todos nós, também começaram a fazer pressão. Desastre anunciado. Com um bate-boca com o Dito o Divino entregou o apito no intervalo.

O Grêmio ofereceu um juiz deles o que não poderiamos aceitar. A responsabilidade do jogo era nossa. Resolvemos sacrificar uns dos nossos melhores atletas, o Marô, para arbitrar o jogo. E assim foi. Marô começou muito bem mas fizemos dois gols logo no início do segundo tempo e a pressão sobre o novo arbitro começou de forma intensa. Numa falta boba na lateral do meio de campo o técnico do Grêmio invadiu o campo berrando ofensas ao árbitro que resolveu encerrar a partida com 25, 30 minutos jogados. Um pena.

Há de se salientar que o time do Grêmio, mesmo perdendo de 6, nunca foi violento jogando e tentando jogar. As faltas foram normais de jogo. Chatos mas leais e bons jogadores alguns também.

O Palmerinhas jogou e goleou com Leônidas; Moura, Lito, Cristiano e Gilson; Marô, Nenem, Gian e Marquinhos; Baixinho e Dito. Cheiro entrou no lugar do Marô, no intervalo, e jogou na lateral esquerda, passando Gilson para a direita e Moura para o meio dde campo.

domingo, 15 de novembro de 2009

VITÓRIA NO CLASSICO MAIS IMPORTANTE


Depois de ter empatado sem gols em casa, o Palmerinhas ganhou de 2 X 1 do Cruz de Malta, na casa do adversário, no jogo de volta. Contando com apenas 11 atletas, o Palmerinhas superou as suas dificuldades e, sendo sempre melhor em campo, apesar da qualidade de alguns atletas do Cruz de Malta, especialmente, do meio para frente, assegurou a vitória.

O Palmerinhas jogou com André; Lucas, Cristiano, Marô e Gilson; Moura, Gian, Luciano e Marquinhos; Baixinho e Dito. Os gols foram do Marquinhos.

Todos os jogadores fizeram um bom jogo e o destaque ficou com o Baixinho que fez uma grande partida. Voltou para marcar no meio de campo, fez ótimos passes, colocou pressão sobre o juiz, chutou em gol e lutou o tempo inteiro. Uma partida perfeita. Esta de parabéns.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

NOSSO JOGO É SÁBADO, ÀS 19H, NO CRUZ DE MALTA

Depois de algumas idas e vindas, ficou acertado, com a direção do Cruz de Malta que nosso jogo será neste sábado, 14/10, depois das 19h. Estará ocorrendo um festival e poderá sofrer, ainda, um pequeno atraso. Todos nós deveremos estar lá no horário. Devido a mudança de horário pedimos que avisem todos os interessado. Até lá.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

CHUVA, NOVAMENTE, CANCELA JOGO DO FINAL DE SEMANA

Novamente as chuvas cancelaram o jogo do final de semana. Um sofrimento para aqueles que aguardam a semana toda para poder jogar. Na próxima semana faremos o jogo de volta, no campo deles portanto, contra o "B" do Cruz de Malta, no sábado, 19h. Esperamos tempos melhores.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

INTERROMPIDA FASE INVICTA

Após seis semanas invicta (2 vitórias, 3 empates e 1 cancelamento em razão de chuva), a equipe veterana do Palmerinhas perdeu para o Lagoa por 3 X 2.

As duas equipes procuraram o ataque desde o começo do jogo e foi a equipe visitante que abriu o placar. Sem se abalar o Palmerinhas, sempre procurando tocar a bola, especialmente pelas laterais, virou o jogo e simplesmente parou de jogar.

Considerando o jogo já encerrado, o Palmerinhas começou a tentar "jogadas bonitas", errar muito passes e perder vários gols dando o contra-ataque para o adversário. O Palmerinhas ganhando o jogo e o contra-ataque era do Lagoa. Incrível.

Em dois contra-ataque o Lagoa fez dois gols, um de penalti marcado pelo arbitro Divino, e virou o placar.

Sempre se há a ilusão de que a equipe aprenderá algo com a derrota. Eu duvido.

O Plamerinhas jogou com Leônidas (Lito); Moura, Lito (Destroier), João e Cristiano; André, Marô, Gian e Luciano; Marquinhos e Baixinho.

domingo, 18 de outubro de 2009

domingo, 11 de outubro de 2009

Empate injusto no AMAC





Neste domingo recebemos o time do Eldorado em casa. No último dia 10 de agosto, no campo do Eldorado, havíamos perdido 3 x 1. Um jogo que parecia ganho transformou-se numa derrota amarga. E foi engasgados com essa derrota que entramos em campo dispostos a vencer e esquecer o passado.
O time começou jogando bem, trocando passes e firme na marcação, como tem sido nos últimos jogos. Parece que a presença constante dos jogadores está dando mais segurança a todos e o time parou com os "chutões" e "ligações diretas". Bola no chão, de pé em pé esse é o jogo. E foi assim que saiu nosso primeiro gol: Gilson ganhou uma disputa de bola na lateral, meteu a bola debaixo das pernas do lateral adversário e lançou Marquinhos que se livrou do zagueiro e chutou de fora da área.
O Eldorado empatou de falta. Muito bem batida, por sinal. Gaveta e nosso goleiro não apareceu na foto. E aí, o susto: perdemos a bola no meio de campo e o centro avante deles foi lançado. Nossa defesa estava em linha e mano-a-mano. Não deu outra: 2 x 1 de virada para o Eldorado. Fim do primeiro tempo.
O time voltou modificado no segundo tempo: entraram Dito, Destroi e Maro no lugar de Marquinhos, Lito e Cris. Lucas foi deslocado para a lateral direita.
O time do Eldorado praticamente não atacou no segundo tempo e ficou apenas se defendendo mas nosso gol não saia. Marquinhos voltou a campo e Baixinho entrou no lugar de Gean. O técnico queria um time mais agressivo.
Passamos o tempo todo atacando mas nosso ataque não conseguia finalizar em gol. Mas na segunda metade do segundo tempo Lucas desceu pela lateral e lançou Dito na ponta direita. Dito se livrou do lateral e fez um belo cruzamento na cabeça de Destroi, que subiu bonito e empatou o jogo (foto acima).
O resto do tempo foi só pressão do Palmerinhas mas sem conseguir concretizar as jogadas. Final 2 x 2.
Após o jogo a já tradicional cervejinha dos reminiscentes e "vaquinha" para o frango assado. Veja outras fotos do jogo aqui.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Vitória fora de casa


No último domingo, 4/10, o Master do Palmerinhas foi até o estádio do Avante em Sto Antônio de Lisboa enfrentar o Capivari.
Jogo fora de casa sempre causa preocupação em relação à presença dos jogadores mas o time estava completo, exceto pela ausência do volante Moura que foi ver o que a baiana tem.
No inicio do jogo parecia que seria uma goleada. O Palmeiras tocava bem a bola, principalmente no setor de meio de campo e envolvia a equipe do Capivari e o gol era questão de tempo. Lucas e Marquinhos perderam um gol inacreditável com os dois chutando na trave, sem goleiro, na mesma jogada!!!
Mas o gol do Palmeiras logo saiu: cruzamento de Lucas e, na sobra, André abriu o placar. Logo em seguida Lucas fez o segundo com belo lançamento de Luciano.
No terceiro gol Lucas cruzou e Marquinhos fez de cabeça. No finalzinho do primeiro tempo o Capivari descontou com Marcelo depois de uma rebatida do Leônidas e bobeada da defesa.
O Palmeiras voltou modificado para o segundo tempo com "Baixinho" no lugar de Lucas e Maro no lugar de Lito e o jogo que parecia fácil comecou a complicar. Leônidas soltou a bola nos pés do adversário que fez o segundo mas Marquinhos recebeu belo lançamento de luciano e fez 4 a 2. Em seguida o Capivari descontou mas no final do jogo Ni fez o quinto e decretou a vitória verde e branco do bairro do Porto da Lagoa. Palmeiras venceu com Leônidas, Lito (Maro, Cristiano, João Araujo, Gilson(Lucas), André, Ni Luciano e Gean, Marquinhos e Lucas (Baixinho). Próximo jogo domingo às 10hs no Porto da Lagoa.

domingo, 27 de setembro de 2009

CHUVA CANCELA JOGO

Devido as fortes chuvas da noite de sábado e desta manhã de domingo, o jogo contrqa o Benfica foi cancelado. No ano passado não houve jogo contra o Benfica pela mesma razão. O próximo jogo será fora de casa contra o Capivari no campo do Avante.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

CHEGOU A PRIMAVERA

Depois de 6 semanas sem vencer, o Master do Palmerinhas fez uma boa partida e venceu jogando contra o time da RBS/Jornal Hora. O master jogou com Leônidas; Moura, Lito, João e Gilson; André (Destóier), Ni, Luciano (Lucas) e Jean, Dito e Lucas (Marquinhos).

Desta vez a inicial desatenção do time no inicio da partida parou em duas grandes defesas de Leônidas. Passados os minutos iniciais o time se equilibrou e, saindo pelas laterias, impôs o seu jogo e logo fez 2 X 0. Depois se acomodou e deixou o RBS/Hora equilibrar o jogo.

Após o intervalo, Marquinhos pegou a sua primeira bola, arrancou pela esquerda e fez o seu gol. Apesar de jogar melhor todo o segundo tempo tentando ampliar o placar foi o RBS/Hora que descontou nos minutos finais. Placar final: 3 X 1.

sábado, 12 de setembro de 2009

JOGO CANCELADO

Devido as chuvas, o jogo deste final de semana foi cancelado.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Passeio Ciclístico na Lagoa


Não, não foi engano. Esse post foi colocado aqui propositalmente para ajudar a divulgar o Movimento Ciclovia na Lagoa Já, que tem conseguido avanços importantes junto ao IPUF e à Secretaria de Obras.
Para comemorar essas vitórias (já que o Master do Palmerinhas não ganha nada ultimamente), o início da Primavera e a Semana Mundial Sem Carro estamos organizando o Passeio Ciclístico Primavera na Lagoa, que acontecerá dia 26 de Setembro, sábado, com saída às 15hs da AMPOLA. No final do passeio serão sorteados brindes, inclusive uma bicicleta novinha oferecida pela Bike Dream.
Apareça e ajude a divulgar!
Confira também o blog do Movimento Ciclovia na Lagoa Já!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

AGOSTO NÃO ACABOU


Os desgostos de agosto seguem apesar de já ser setembro. Nossa última vitória foi contra o Capivari, dia 26/07, última semana de julho. Depois só desgraças.

Com a chegada de setembro nossas esperanças de um bom resultado eram grandes. Durou exatamente 3 minutos. Depois de um ataque que perdemos um gol incrível, no contra ataque do time do Lagoense, a bola foi cruzada na área e o Lito, tentando cortar o cruzamento, fez contra. Tentamos seguir em frente e lutar e tomamos o segundo gol, logo em seguida. Continuamos a perder gols e a tomar gols incríveis. Todo o time não se acerta, coletivamente ou individualmente. Até as reclamações diminuiram e nada. O resultado final foi de 6 X 2. Os nosso dois gols foram de penalt cobrados pelo Luciano. O Elton, que durante o primeiro semestre jogou conosco e não marcou, estreiou pelo Lagoense e fez dois. Um desastre. Mais um.

Precisamos de muita conversa, incentivos e puxões de orelha nos atletas que só podem vir da liderança do técnico Luciano que precisa tomar medidas drásticas para manter o time jogando, e bem, até o final da temporada.

O Master do Palmerinhas jogou(?) o primeiro tempo com Leônidas, Geovan, Lito, João e Nando; Dego, Moura, André e Luciano; Destróier e Marquinhos. No segundo entrou com Leônidas; Moura, Cristiano, João e Nando; André, Luciano, Marô e Kerré; Lucas e Marquinhos.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

7 X 3. 5 gols de falta para o Master do Avai


Todos os jogadores do Palmerinhas repetiam antes do jogo: "Não podemos fazer faltas bobas, na frente da área, que os caras sabem bater". Não teve jeito. Em 20 minutos de jogo já tinham sido 4 faltas bobas, na frente da área, e 4 X 0 para o Master do Avai.

O Palmerinhas iniciou com Leônidas, Cristiano, Lito, Nena e João; Dego, Moura e Luciano e Nando; Marquinhos e Maurino. No intervalo entramos com Lito; Moura, Nena, João e Nando; Dego,Luciano, Marino e Filhinho; Marquinhos e Tito. Depois Kerré, Gilson e Baixinho.

O Master do Avai veio com Luciano; Colatina, Jerri, Rogerio e Marinho; Chico Botelho, Rodrigo, Roberto Nunes( Adilson Heleno); Jean , Marral, Falvio Roberto (Belmonte).

No segundo tempo, o Palmerinhas começou o jogo mais equilibrado, evitando as faltas e saindo jogando pelas laterais. Marino, em jogada individual, fez nosso primeiro gol. Luciano, cobrando penalti por ele sofrido, fez o segundo e depois o terceiro. Pareciam que as coisas iam melhorar.

A qualidade do time do Avai era muito superior e se apresentam com a tranquilidade de quem sabe disto. Ao natural, com a empolgação dos donos casa, fizeram mais 3 gols, sendo mais 1 de falta. Fim de jogo e começo da festa.

O jogo foi apitado pelo Abelha e bandeirado por Marô e Divino.

Após o jogo o Palmerinhas ofereceu um churrasco para os visitantes e tivemos, ainda, a grata surpresa que Balduíno, que estava presete mas não jogou esta de aniversário e podemos comemorar juntos.

Fotos do evento do Gilson aqui

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

MASTER DO AVAI


Caso o campo esteja em condições, neste domingo, dia 30, 10h, ocorrerá o esperado jogo contra o Master do Avai. Esperamos fazer um bom jogo e uma boa festa. Esperamos a presença de todos os atletas, torcida e a comunidade.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

OUTRO DESASTRE - por Gilson Ruiz -


Domingo o Palmeiras jogou contra a Família Cameu, um time bem jovem cuja média de idade não chegava aos 25 anos. Apesar disso estávamos esperançosos pois estávamos reforçados com a volta do goleiro titular Leônidas, do técnico/artilheiro Luciano e com nossa “força jovem” Lucas, Dito, Destroy e Nenê., e o banco com 5 jogadores. O time entrou em campo com Leônidas, Gilvan, Cristiano, Lito e Nando, Moura, Ni, Luciano e Nenê.


A Família Cameu, com toques rápidos, tinha mais volume de jogo e pressionou bastante no primeiro tempo. Nosso time resistiu bastante até que surgiu o inevitável gol do adversário. Mesmo assim chegamos algumas vezes ao gol adversário através de Marquinhos e Nenê mas sem sucesso.


Para o segundo tempo entraram Gean, João, Dito, Lucas e Gilson nos lugares de Gilvan, Cristiano, Lito, Moura e Destroy. Folêgo novo,o time melhorou e passou grande parte do segundo tempo pressionando o adversário, inclusive com várias chances de gol através de faltas na entrada da área. Faltando cerca de 15 minutos para o final da partida surgiu o segundo gol do Família Cameu. O time se abateu e eles chegaram mais duas vezes fechando o placar em 4 x 0.


Fim de jogo, desânimo e a pergunta: o que deu errado, de novo? /temos que buscar forças para a próxima partida enfrentar o time master do Avaia que, como o time principal, encontra-se invicto há bastante tempo.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

5 gols de contra-ataque

O veterano do Palmerinhas perdeu de 5 X 0 para o Beira Rio, no Festival promovido pelo Cruz de Malta, sábado, dia 15/08. Foram 5 gols sofridos de contra ataque. O time do Beira Rio, com dois atacantes velozes e com muita qualidade, superou a pressão inicial do Palmerinhas e foi fazendo gols com tranquilidade. A situação ficou mais complicada ainda quando Ni foi expulso por entrada violenta.

O Palmerinhas voltou apresentar os seus 3 maiores problemas o que vem se repetindo em quase todos os jogos: 1) Continuamos a perder muitos gols e a errar passes no meio do campo, o que facilita bastante o contra ataque das equipes adversárias, 2) a indisciplina tática de alguns jogadores que não mantém posição e jogam onde bem intendem, independente das necessidades da equipe deixando a defesa fragilizada e a sua proteção inexistente e 3) a postura de atletas que se consideram melhor que Pelé e que seus companheiros são um bando de inuteis e, pior, ficam falando isto durante todo o jogo aumentando a pressão e o descontrole de todos.

Enquanto não tivermos um sentimento de equipe, nos solidarizando, uns com os outros, nos erros e acertos, continuarem a sermos um bando desorganizado e fragilizado em campo, independente das qualidades de cada atleta, que todos têm.

Os nossos jogos deveriam ser um prazer, não um tormento. Esta na hora de todos os atletas e diretoria conversarem sobre os problemas e tomar as medidas necessarias para supera-los para que não vejamos, novamente, fatos completamente desagradáveis e desnecessários, entre nós.

Temos dois importantes jogos nas próximas semanas. Primeiro contra o jovem e bom time da Família Cameu, que conseguimos um grande resultado no último embate justamente quando nos comportamos muito bem taticamente em campo, com garra e conjunto. Com os jogadores mantendo a posição, tentando acertar e a corrigir e cobrir os erros, que sempre acontecem.

No domingo seguinte, dia 30, teremos um grande festa contra o Master do Avai. Na verdade, festa ou velório vai depender de nós mesmos.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

JOGO NOS DIAS DOS PAIS


Apesar do jogo fora e ser o domingo comemorativo dos pais, o Veterano do Palmerinhas se apresentou no Jardim Eldorado com o time quase completo e no horário.

Iniciamos o jogo com Lito; Moura; Cristiano, Nando e Gilson; André, Ní, Marquinhos e Nenen; Elton e Lucas. Apesar do campo com dimensões bem superiores ao nosso, o Palmerinhas iniciou o jogo muito bem, marcando o adversário no seu próprio campo e conseguindo roubar muitas bolas na frente da área. Parecia que o nosso gol aconteceria a qualquer momento e que a vitória seria questão de tempo. Mas não foi isto que aconteceu.

Perdendo muito gols e errando muito o último passe, o Veterano começou a adiantar todo o time. Todos queriam fazer o gol que não acontecia. Em um único contra-ataque o Eldorado abriu o placar aos 25m do primeiro tempo. O jogo continuou igual com o Palmerinhas sempre no ataque errando passes e perdendo gols.

No intervalo entraram Jean e Kerré, para a saída de Elton e Moura. O Palmerinhas iniciou o jogo mais equilibrado, usando também o lado direito do campo, praticamente desprezado no primeiro tempo, e, aos 20 minutos, conseguiu o empate com um lindo gol de Ni. A alegria não durou muito. Com a vontade de virar o jogo o Palmerinhas possibilitou um novo contra-ataque e um novo gol para o Eldorado.

Após o gol Lucas, cansado, pediu para sair para o retorno de Moura. O Palmerinhas no ataque e continuando a perder gols incríveis, e, numa falta do meio do campo, sofremos o terceiro gol. 3 X 1. Fim de jogo.

Após a partida, Marquinhos, Nando, Kerré, Jean, Gilson e Moura, que puderam ficar para a tradicional cervejinha, foi servido, pelo time local, um excelente porco e ovelha assados no forno. Na conversa foram responsabilizados os ausentes pela derrota.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

CHUVA DE IRREPONSABILIDADE

Enquanto nós adiamos a partida contra o mastes do Avai a diretoria, apesar de todos os esforços, não conseguiu transferir a partida de sábado, do Cruz de Malta contra o Avante. O Cruz de Malta perdeu o mando de campo de uma partida e o Palmerinhas emprestou o campo para a realização do jogo contra o Avante. Ocancelamento do jogo só pode ser feito pelo Presidente da Liga, até 3 horas antes do jogo, e depois pelo árbitro da partida. Não adiantou as reclamações da diretoria e o jogo foi realizado com grande prejuízo para o nosso campo. Esta atitude irresponsável da Liga e do árbitro deu repercussão na mídia, especialmente, n Jornal da Hora e nos blogs que tratam do futebol amador no clicrbs.com.br, como aqui: http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3948.dwt&tipo=1&section=Blogs&p=1&coldir=2&blog=671&topo=3994.dwt&uf=2&local=18
Matéria abaixo:
03 de agosto de 2009
Chuva de reclamações

Gramado do Palmeiras do Porto da Lagoa virou um lamaçal após o jogo Cruz de Malta e

A realização das partidas da Primeirona da Capital revoltou dirigentes de vários clubes. O presidente Feijão, do Avante, e o presidente Daniel Menezes, do Palmeiras do Porto da Lagoa _ responsável pelo estádio onde o Cruz de Malta enfrentou o Barrense, alegam que ligaram para o presidente da Liga Florianopolitana, Manoel de Paula Machado, o Dequinha, sábado pela manhã, para adiar os jogos.

Ambos perguntam o motivo do presidente da Liga Florianopolitana em não atender o telefone até as 10h de sábado, horário que os clubes e a liga poderiam cancelar os jogos. A responsabilidade ficou para os árbitros e somente um jogo foi adiado (Jurerê x Canto do Rio).

Prejuízo em dobro: campos destruídos e risco para a integridade física dos atletas. O Barrense também reclamou muito de jogar em um campo sem condições.

Os dirigentes do Palmeiras do Porto da Lagoa me disseram que gastam R$ 700 por mês com a manutenção do gramado. Tudo perdido por causa de uma partida. O pior foi que o campo foi liberado de graça para o Cruz de Malta.

Com a palavra, o presidente Dequinha!

domingo, 2 de agosto de 2009

CHUVA ADIA JOGO CONTRA O AVAI

As chuvas dos últimos dias obrigaram a diretoria do Palmerinhas adiar o jogo contra o master do Avai. A nova data é 30/08. Nosso próximo jogo será em Palhoça contra o Eldorado, no domingo, dia dos pais.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

PALMERINHAS X AVAI MASTER


No próximo domingo, 02/08, a partir das 10h, o Veterano do Palmerinhas enfrentará o Avai Master que deverá contar com o goleiro Luciano e Colatina, Esquerda, Rogério, Bibi, Flavio Roberto, Balduino, Jean, Adilson Heleno, Décio Antonio, Pedro Paulo, Nelsinho, Rogérinho, Marcelo, Naninho, Orivaldo, Osmarzinho e Norton ex-figueirense). Uma relação de atletas de primeiro nível que fizeram, e fazem, parte da história do futebol de Florianópolis. Tentaremos recepcioná-los como merecem dentro e fora de campo.

BOA VITÓRIA CONTRA O CAPIVARI

Um boa vitória contra o Capivari neste final de semana: 4 X 1. O time entrou com Lito: Giovan, Cristiano, João e Nando; André, Moura, Gilson e Marquinhos; Elton e Lucas. Marquinhos marcou o primeiro e logo sofremos o empate de cabeça, na cobrança de escanteio. O primeiro tempo terminou assim. No intervalo, com a saida de André, entrou Ni depois de longa data. Três minutos depois já tinha feito o seu gol. 2 X 1. O Palmerinhas continuou melhor e abusou do direito de perder gols. O time do Capivari, apesar da qualidade, era um time realmente veterano e sentiu o nosso ritmo e o campo molhado. No final conseguimos mais dois gols com Lucas e novamente Marquinhos. Nenem também jogou o segundo tempo.

O Palmerinhas não contou com o meia e técnico Luciano que foi dispensado para tratar de assuntos pessoas mas retorna na semana que vem contra o Avai.

terça-feira, 21 de julho de 2009

TUDO IGUAL NO CLÁSSICO


O Palmerinhas empatou em dois gols contra o Lagoa neste domingo em casa. Foi a primeira partida deste retorno a um único time de veteranos. O time inicou com Lito; Geovani, Cristiano, André e Gilson; Moura, Luciano, Kerré e Marquinhos; Elton e Lucas. O Veteranos começou melhor e logo marcou o seu gol com Marquinhos. O revés veio rápido com dois gols do Lagoa, ainda no primeiro tempo.

Com um único time e com o retorno de alguns atletas que não estavam comparecendo, o técnico Luciano praticamente colocou um novo time no segundo tempo com Lito: Moura, João Araujo, Nando e Gilson; André, Kerré, Nenem e Luciano;Elton e Marquinhos. O Palmerinhas se manteve no ataque durante todo o segundo tempo mas não conseguia marcar o seu gol. No último minuto, uma bola espirrada pela defesa do Lagoa sobrou para o avanço de Moura pela direita, que cruzou certeiro para Marquinhos, atrás da saga, fazer o seu segundo gol na partida, agora de cabeça. 2 X 2.

O árbitro da partida foi o Divino que teve boa atuação, apesar das reclamações insistentes do time visitante.

terça-feira, 14 de julho de 2009

UM VETERANO SÓ A PARTIR DE AGORA

Aconteceu na noite desta segunda feira reunião da diretoria do Palmerinhas. Dirigida pelo presidente Daniel, presentes Lito, Luciano, André e Moura.

Foi definido o projeto de reforma dos vestuários e do bar que apresentaremos em outro momento, quando for lançado o projeto e a campanha de financiamento da obra.

A diretoria definiu a junção dos times Veterano "A" e Master, com os atletas remanescentes dos dois times, que se chamará apenas Veteranos do Palmerinhas e jogará, prioritariamente, domingo, pela manhã.

Luciano será o técnico e Lito cobrará as mensalidades. Luciano também entrará em contato com os times já fechados com o "A" e tentará transferir os jogos para domingo e completando a tabela de jogos deste ano.

Haverá um esforço de colocar todas as mensalidades em dia. Aqueles que estão atrasados deverão procurar o Lito para acertar ou parcelar o seus débito.

A diretoria esta contando com a volta de vários atletas para fechar o grupo e fortalecer o nosso time e poder bem representar o nome do Palmerias do Porto da Lagoa.

FESTA NO CRUZ DE MALTA ADIADA

Os dois jogos que teriamos, do "A" e do Master, no Cruz de Malta, domingo, foram adiados devido ao estado do gramado.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

DOIS JOGOS NO CRUZ DE MALTA

Neste sábado, no Rio Tavares, a partir das 14h30m, jogará, inicialmente, o master e depois o Veterano "A", contra o co-irmão Cruz de Malta.

Filhinho, presidente do Cruz de Malta, prometeu uma grande recepção a nós, retribuíndo a que fizemos para eles, em 24/05. Naquela ocasiçao do master venceu por 5 X 4 (ver postagem do ida 25/05 abaixo).

Também será a hora para que testemos se temos condições de ter dois times veteranos. Ou mesmo um. Espero que sim. Para isto há a necessidade dos atletas que estão faltando voltem à participar dos jogos.

O master, no início do ano, fechou a lista com 18 jogadores, depois disto vários atletas não vem jogando, ou apenas aparecem esporadicamente.

Também, os mais jovens do "A", tem que mostrar mais compromisso, com o time, não apenas aparecendo quando tem vontade.

Os times de várzeas dependem muito do compromisso dos seus atletas. Então vamos todos lá no Cruz de Malta participar do jogo e depois do tradicional bate-papo com os amigos e vizinhos. Até.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

MARQUINHOS FAZ MAIS UM DE FALTA


O master começou com Lito; Ricardo, Marô, Cristiano e Gilson: André, Moura, Marquinhos e Kerré; Elton e Tito. Certo os 11 jogadores e nenhum no banco. Leônidas ainda tentou mas contusão na panturrilha fez co que nem trocasse de roupa. Divino apitou o jogo. Jogo a noite, em boa temperatura, contra um adversário qualificado e leal.

O master, com a crise no veterano "A" incorporou alguns jogadores mas os mais jovens não apareceram e era, na verdade, um legítimo time de veteranos, já que o mais novo, Marô, apesar da juventude, tem vários kilometros rodados.

O master esteve duas vez atrás no placar e descontou com gols de falta, primeiro Marquinhos, encobrindo a barreira e depois, Marô, furando a barreira. Dois gols muito bonitos. Resultado final: 2 X 2. Estamos, já há algum tempo, sem fazer gol que não seja de jogada de bola parada. Com excessão das faltas na frente da área o goleiro do Bisteck não teve trabalho. Precisamnos melhorar bastante neste sentido.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Master 2 X 4 Bar do do Pedro

O master iniciou o jogo com Lito; Ricardo, Cristiano, André, e Moura; Nenen, Marquinhos, Kerré e Jean; Helton e Lucas. Bastante desfigurado, devido as ausências já constantes de atletas, o mastes tentatava jogar, tocar a bola, marcar e atacar. E até conseguia, em alguns momentos. Tinha pela sua frente um ótimo time, treinado e leal. Tocava muito bem a bola do meio para frente e faltava marcação em seus meias-atacantes, devido a composição improvidada dos nossos volantes.

Por volta dos 20 minutos do primeiro tempo Leônidas, que chegou atrasado, e após longo aquecimento, entrou no gol, para a saída de Lucas, com o avanço de Lito para a saga e André para a cabeça de área. Parecia que iria melhorar mas, depois de uma falha de Lito, que tentou matar a bola de peito dentro da pequena área, a bola sobrou para o atacante do Bar do Pedro, que, de costas para o gol, dentro da área, girou e chutou, na frente do André, inaugurando o placar.

Logo depois, Nénem foi expulso, pelo árbitro Abelha, sob a acusação de desrespeito. E com menos um o primeiro tempo foi encerrado com o placar de 2 X 0 para os visitantes.

Muita conversa no intervalo, com respeito, com as pessoas falando e tendo o respeito de escutar, o ténico interino, Moura Ferro, mudou as duas laterais, com a saída de Ricardo e a entrada de Giovan, recuou Kerré para a lateral esquerda, avançou para o meio da campo, para assegurar a marcação do 10 adversário, de onde saiam todas as jogadas de ataque adversário, e determinou a entrada de Tito, com a saída de Elton.

A marcação no meio de campo melhorou bastante e num rebote de escanteio Moura Ferro marcou fazendo 2 X 1, mas logo André seria expulso, desfalcando o master de um 2º atleta.

Com menos dois atletas em campo, o master sofreu dois gols seguidos mas não se entregou. Continuou a tentar fazer a marcação com muita disposição no meio de campo e defesa. Leônidas fez linda defesa no chão e toda esta luta foi recompensada com o gol de Marquinhos. 4 X 2 foi como encerrou a partida. 2 X 2, se só contar o segundo tempo, com dois atletas a menos. Não muda o placar de derrota mas dá força e ânimo para os que ficaram em campo e lutaram. Lucas ainda voltou no lugar de Jean, que retornou bem mas sentiu a falta de jogo.

O ponto negativo do jogo foram as duas expulsões que poderiam, e deveriam, ter sido evitadas.

O ponto alto foi a disposição do time que, com menos dois atletas, não se entregou e lutou com bravura contra um time qualificado que jogou para golegar e não conseguiu. Muito festejado foi o gol do técnico interino, cobrador, roupeiro, e volante Moura Ferro. Foi cobrado escanteio da esquerda do ataque e a defesa, de cabeça, colocou a bola para fora da da área, para um bate-pronto de voleio certeiro, que foi direto, na trave, onde a coruja dorme, depois no chão e entrou. Perfeito.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

PERDEMOS PARA O VET CANTO, PARA O JUIZ E PARA NÓS MESMOS


O máster entrou inseguro contra o VT Canto no domingo passado. Faltaram vários atletas, Luciano, Lito, Ni, Jean, João Araujo, Valdinei, Carlos e Kerré só conseguiu chegar no intervalo do jogo. Alguns telefonemas e Marquinhos e Nenên vieram completar o time que saiu jogando com Leônidas, Ricardo, Cristiano e Curreca; Moura, Gilson, Nenên e Marquinhos; Elton e Divino. Com o VT Canto muito bem o nervosismo aumentou e com isto os erros e as reclamações para piorar mais ainda. Um erro de saída de bola pela lateral e o VT Canto fez 1 X 0. Mais brigas e reclamações.

No intervalo muita conversa no vestiário e a substituição de Divino pelo Marô, que entrou na saga, substituíndo André, que já tinha amarelo, que foi para a frente da zaga. Começamos melhor mais as reclamções entre nós não cessou. Marô empatou o jogo com um ótimo chute de fora da área. As reclamações continuaram mesmo assim. Mesmo melhor o máster não conseguia chegar ao gol adversário e, num lance isolado, Diogo, que inventou um penalty no jogo contra o Cruz de Malta, inventou um novo contra o VT Canto. 2 X 1 que deu números finais ao placar.

Ponto extremamente lamentável na partida foi a agressão sofrida pelo André pelo Curreca, que alegava excesso de reclamação e falta de respeito. Nada pode justificar a agressão. A diretoria suspendeu o atleta, provisoriamente, e vai tratar do assunto em uma próxima reunião.

O ponto alto do jogo foi a atuação do Leônidas que, apesar de insistir de não sair jogando com a saga, fez defesas incríveis, inclusive defendendo o penalty, que acabou convertido em gol no rebote.

Participaram ainda do jogo, Kerré e Jackson.

domingo, 31 de maio de 2009

CHUVA CANCELA RODADA

As chuvas, que caem desde 3ª feira, impossibilitaram que ocorresse a rodada desta semana. Mesmo com o domingo ter amanhecido com sol, não foi suficiente para que o campo tivesse condições. Obras de residências, ao redor do campo, tem impossibilitado que as águas escorram rapidamente para a Lagoa. A diretoria, com a ajuda do Renato, ex-Presidente da Ampola e do Palmerinhas, esta tratando do assunto com a intendência para a construção de dreno, para aumentar a capacidade de vazão da água. Devemos ter novidades nas próximas semanas.
Também, o Presidente Daniel, conseguiu patrocínio para reformar os vestuários e o bar.Apesar de muito pouco dinheiro, ou praticamente nenhum, vamos tentando manter e melhorar o nosso maior patrimônio: o campo.
A próxima semana o másterenfrenta um novo clássico, agora contra o VT Canto.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

5 X 4 no clássico contra o Cruz de Malta "B"




Jogando no Porto da Lagoa, a equipe do Palmeiras Máster conseguiu um grande resultado neste ultimo final de semana. Venceu o seu maior rival a equipe do Cruz de Malta pelo placar de 5 a 4. Com os desfalques de Leônidas, Jean, Lito, Valdinei, Divino, Odair e João Araújo mas, com o retorno do meia atacante Luciano, a equipe verde e branco fez uma grande partida.

O Palmeiras começou melhor e, logo aos cinco minutos, Luciano abriu o placar com uma bela cobrança de falta, relembrando Petkovit em 2002, com um golaço no ângulo do goleiro Deni, que se esticou todo mas não evitou o gol. Em seguida o Cruz de Malta empatou com Marquinhos depois do rebote do goleiro Ni, que substituiu Leônidas e fez excelente partida: 1 a 1 com 15 minutos de jogo e as maiores emoções ficaram guardadas para segunda etapa.

O Palmeiras veio sem modificações do intervalo pois só contava com 11 atletas. Já o Cruz de Malta veio com três substituições: Venilton, Hugo e Jonas, nos lugares de Dudo, Écio, e Picao.

O jogo começou e os visitantes marcaram com Bilu, de pênalti, que simplesmente não existiu. 2 a 1. Em seguida apareceu a estrela do meia Luciano que simplesmente desequilibrou empatando a partida, depois de um grande passe de Carlos, ele driblou o zagueiro e o goleiro e fez um golaço. Logo em seguida veio a virada novamente com Luciano. Ele recebeu a bola na entrada da área, se livrou da marcação do zagueiro e tocou na saída do goleiro, para fazer o terceiro do Palmeiras. Novamente Luciano, depois da falha de saída de bola do Cruz de Malta, roubou a bola e tocou na saída do goleiro, fazendo o quarto do Palmeiras, e o quarto dele.

O Cruz de Malta não estava morto e fez o terceiro com Jonas mas o dia era mesmo de Luciano. Na saída de bola do meio de campo ele recebeu de Carlos se livrou de três marcadores chutando forte no canto e fazendo o quinto do Palmeiras e o quinto dele. Nos descontos o Cruz de Malta fez o quarto gol com Marquinhos dando número finais ao placar. Palmeiras 5 Cruz de Malta 4.

O máster fez uma grande partida, apesar dos vários desfalques e contou com os destaques do goleiro Ni, que mostrou segurança, do lateral Curreca com muita habilidade, uma forte marcação de Moura Ferro e Gilson Ruiz e uma zaga segura com André e Cristiano.

Palmeiras jogou com Ni; Ricardo, Cristiano, André e Curreca; Moura, Gilson, Carlos e Luciano; kerré e Elton.

Cruz de Malta jogou com Deni; Dudu, Cláudio, Osmar, Marcionei, Bilu, Élcio, Luciano, e Marquinho; Picão e Bomba, depois Venilton, Jonas, Hugo e Filhinho.

Depois as duas equipes fizeram uma grande confraternização, com muita carne, cerveja e galeto que durou até às 15h. Fomos convidados para no dia 12 de Junho participar de jantar dançante do Cruz de malta, ao custo de R$ 15,00 homens e R$ 10,00 mulheres.

Frase do dia: Posso passar a bola pra ti? tens certeza????

segunda-feira, 18 de maio de 2009

CONFRATERNIZAÇÃO APÓS A VITÓRIA


O desastre do jogo passado do máster (post abaixo) parecia que iria se repetir. O time entrou todo desorganizado, confuso e brigando uns com os outros. Para piorar, num lance de falha coletiva do sistema defensivo, nos minutos iniciais do jogo, o Rififi abriu o placar.

Só piorou a situação que já estava péssima. Atletas do máster quase indo à soco para resolver quem bateria um simples lateral. Todos reclamando de todos, bolas rifadas ao ataque só davam inicio aos contra-ataques do time adversário, jovem, rápido e que tocava a bola no meio de campo para frente. Nada levava a crer que o desastre não aprofundaria.

Aos poucos o máster foi colocando a cabeça no lugar e, numa jogada pela direita, Moura passou para Helton que cruzou para finalização do Ni. 1 X 1.

Muita conversa no intervalo e o máster voltou bem melhor, especialmente, no sistema defensivo. Aos poucos começou a ter o controle do jogo. Lito e Cristiano firmes pelo meio da saga. Os laterais, Gilson e Curreca, bem defensivamente começaram a dar início às jogadas na saída de bola. Leônidas colocando a bola, tanto com as mãos como com os pés, para os laterais, meias e atacantes. Um lance que bem exemplifica esta afirmação foi quando Leônidas lançou pra Gilson, que tocou para o NI, que passou para Elton fazer 2 X 1. Quatro toques: Leônidas. Gilson, Ni e Elton. Perfeito.

Depois, Carlos girou na frente da área adversária e , no meio de vários defensores, chutou de esquerda: 3 X 1. Nos minutos finais da prorrogação Marô, que apitou no segundo tempo, viu pênalti de Lito que ainda foi expulso. Sem chances para Leônidas. 3 X 2. Placar final.

O bom resultado animou os atletas que ficaram confraternizando após o jogo discutindo os resultados de Avai e Figueirense e o clássico da semana que vem contra o Cruz de Malta.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

A CASA CAIU

0 X 4 para o Lagoense. Este é o resultado do jogo do máster deste final de semana. As duas semanas anteriores sem jogos, o campo muito molhado, a troca do técnico, a falta de concentração dos jogadores em campo, os erros coletivos e individuais, somados à qualidade do adversário explicam o resultado.

A juventude e velocidade do Lagoense superaram, durante todo o jogo, a tentativa do máster de tocar a bola com o campo ruim. Sem conseguir tocar a bola, a tentativa era de colocar, com chutões, a partir do goleiro Leônidas, diretamente a bola no ataque. Nada.

O Lagoense soube aproveitar as chances, nascidas de erros individuais, e fez, ao natural, 4 gols. Estão de parabéns.

Agora é colocar a cabeça no lugar e voltar ao próximo jogo com mais calma, mais qualidade e mais disposição.

O máster iniciou o jogo com Leônidas; Curreca, Ni, Cristiano e Valdinei; André, Gilson, Moura e Jean; Helton e, o estreante, Ricardo. Depois Nenên e Lucas.

domingo, 3 de maio de 2009

O adversário não apareceu


A rodada desta semana para o máster não aconteceu. O adversário que estava agendado até quinta féira, o Atlético Catarinense, desmarcou e o presidente Daniel, conseguiu fechar com o time do Caramuru que, simpesmente, não apareceu para o jogo. A tristeza do todo o elenco do máster era evidente. Dia bonito sem muito sol perfeito para o futebol e nada.
São coisas do futebol amador. O jeito é aguardar a próxima semana que promete com o clássico contra o Lagoense. Deverá ser um grande jogo devido a rivalidade entre os co-irmãos e vizinhos. Até lá.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Chuva suspende rodada

Todas as atividades esportivas marcadas para o final de semana foram adiadas devido às chuvas que castigaram a capital.
Nossa esperança é que na próximas semanas não volte a ocorrer tantas chuvas. Durante o segundo semestre de 2008 não jogamos mais que 4 partidas pelo mesmo motivo.
Precisamos contruir, no nosso campo, drenos mas estamos impossibilitados, no momento, devido a falta de recursos.
A diretoria do Palmeriras estará reunida hoje, às 19h, em sua sede, para tratar deste e de outros assuntos.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Mais uma vitória do máster

Em um grande jogo, no Porto da Lagoa, a equipe máster do Palmeiras conseguiu mais uma bela vitória na temporada jogando contra a equipe do Resto por 4 a 2 com gols de Valdinei, Elton, Ni e Luciano.O jogo começou e logo a equipe do Resto fez um a zero, a um minuto, com Lito contra.

O Palmeiras valente foi para cima e empatou Falta pela esquerda. Luciano bateu e Valdinei livre da marcação do zagueiro empata a partida. Na segunda etapa, o Palmeiras voltou disposto a ganhar a partida e logo virou o jogo com Ni em um belo gol de fora da área. A equipe visitante nao deixou barato e obrigou o goleiro Leonidas a fazer belas defesas. O Palmeiras fez o terceiro com Elton, e os visitantes diminuiram de pênalti. O Palmeiras fez o 4 com Luciano decretando assim o resultado final. Luciano, ainda no final da segunda etapa deu uma lambreta por cima do zagueiro e tocou para Elton, numa bela jogada, que chutou para fora.

O Palmeiras jogou e venceu com Leônidas; Valdinei, Cristiano, Lito e Curreca; Ni, André, Gilson e Luciano; Kerré e Elton; depois Carlos, Marô. Destaques do jogo as belas defesas do goleirão Leonidas e os 4 gols da equipe do Palmeiras. Fato triste foi o pedido de demissão do técnico Luciano Pereira por motivo de desorganização da diretoria do Palmeiras. Ausências sentidas de Moura Ferro, João Araújo e Jean Ávila.


quarta-feira, 15 de abril de 2009

Derrota no clássico da Lagoa - por Luciano


No Porto da Lagoa a equipe máster do Palmeiras sofreu sua primeira derrota na temporada. Jogando bem mas sem fazer os gols necessários o placar adverso de 3 a 1, contra o Lagoa, não diz o que foi o jogo o jogo.
O Palmeiras teve dominou de toda partida mas a equipe da Lagoa da Conceição aproveitou as chances e converteu em gols. O primeiro foi de Ricardo, de falta no angulo do goleiro Leônidas. O segundo Ricardo foi cruzar e a boa entrou direto, sem chances mais uma vez para Leônidas. O terceiro veio logo em seguida. Moacir aproveitou o rebote e de fora da área fez três a zero.
O verdão nâo se intimidou e foi para cima criando várias chances de gol mas o 3 a 0 permaneceu na primeira etapa.
Na segunda etapa o Palmeiras fez o seu gol com André, de cabeça depois de falta cobrada por Luciano e diminuiu o placar. Com um ritmo forte a equipe verde do Porto da Lagoa quase fez o segundo com Elton, depois com Luciano mas a bola teimava em não entrar. O tempo ia passando e o Palmeiras ia perdendo chance após chance. No apito final do arbitro Ailton Costa (Abelha) ficou definida a primeira derrota na temporada.
O máster do Palmeiras perdeu com Leondias, Divino, João Araújo, Cristinao e Curreca; Moura Ferro, André, Jean e Luciano; Elton e Kerr´, depois Duda, Valdinei e Ni.
Ponto positivo da partida o bom futebol apresentado pela equipe do Palmeiras e a volta do lateral Valdinei e do central Duda que receberam autorização do Departamento de Chefia do Lar para retornarem aos gramados.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Vitória do máster - por Luciano

Jogando em seu estádio, no Porto da Lagoa, a equipe máster do Palmeiras conseguiu um excelente resultado derrotando a equipe do Entre Parentes, do Morro das Pedras, pelo placar de 5 a 3 com gols de Ni, Elton (2) Jean e Luciano. A equipe do Porto da Lagoa se mantém invicta na temporada 2009.
O jogo começou com o Palmeiras meio tímido e dando muito espaço ao adversário. O técnico Luciano Pereira escalou 5 reservas para dar oportunidade para todos os atletas do grupo jogarem. As mudanças deixaram o Palmeiras um pouco frágil no setor de meio de campo e a equipe adversária saiu na frente depois de uma bobeira da zaga palmeirense. O Palmeiras não se intimidou e logo empatou com bela jogada de kerré que meteu na cabeça de Ni que testou forte para empatar a partida.
O calor e o sol forte deixaram a partida lenta e a equipe adversária que fez o segundo gol. Mais uma bobeada do Palmeiras e o gol de Niko.
O Palmeiras voltou do intervalo com algumas mudanças: Luciano no lugar de Ni, Lito no lugar de Divino, Cristiano no lugar Carlos e Elton no lugar kerré.
As substituições surtiram efeito e o Palmeiras logo empatou com Jean e virou com Elton. Logo em seguida tomou o empate 3 a 3 e numa bela jogada entre elton e Luciano o Palmeiras passou mais uma vez na frente. Luciano serviu Elton que devolveu para Luciano que tocou para Curreca que ajeitou para Cristiano que foi derrubado na área. O árbitro Flavio Brasiliano da Costa (Marô) marcou pênalti que Luciano, com paradinha e tudo, fez 4 a 3.
A partir dai as duas equipes não baixaram o ritmo, apesar do sol forte e o Palmeiras era mais perigoso. Depois de uma roubada de bola de Carlos, Elton aproveitou e deu números finais à partida: Palmeiras 5, Entre Parentes 3.
Palmeiras jogou e venceu com Leônidas, Moura Ferro, João Aráujo e Odair; Curreca, André, Ni, Jean e Carlos; kerré e Divino, depois Luciano, Lito, Cristiano, Elton e Gilson. Parabéns a todo grupo do máster que vem se mostrando uma equipe muito forte e competitiva.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Luciano é destaque em novo empate do máster


Jogando em seu território, a equipe máster do Palmeiras empatou em 3 a 3 com a equipe do Piratas, da Palhoça, uma equipe de jogadores jovens e talentosos da região da grande Florianópolis.
Logo nos primeiros minutos Moura Ferro cruzou a bola, com perfeição, da direita, na cabeça de André que desperdiçou. A equipe visitante respondeu indo ao ataque e dando trabalho ao goleiro Leônidas que fez três belas defesas mas não impediu o que o Piratas abrisse o placar. Logo depois Leônidas teve que sair de campo contundido e foi substituído pelo Ni, que por sua vez, foi substituído pelo Carlos.
No intervalo Leônidas voltou para o gol, assim como o Ni para o meio de campo. Entraram também Jean e Kerré e o time ganhou consistência no meio e velocidade no ataque. Logo empatou a partida com Ni bate bem, e com velocidade, o lateral e Elton chuta forte pra fazer 1 a 1.
O verdão do Porto da Lagoa continuou bem no jogo e, 10 min depois, virou a partida com boa jogada de Luciano, Jean e Carlos com este último colocando, da linha de fundo, a bola na cabeça do Elton que, com um toque sutil, encobriu o bom goleiro do Piratas, virando o jogo.
O Piratas logo empatou de pênalti, cometido pelo Ni e anotado pelo bom Juiz Marô (Flávio Brasiliano da Costa).
Quando parecia que o placar não mais alteraria, o verdão mais uma vez passou à frente, numa bela cobrança de falta, no angulo esquerdo do goleiro. Luciano fez três a dois numa pancada de fora da área sendo um dos gols mais bonito da partida, aos 40 minutos do segundo tempo.
O calor e a boa equipe do Piratas impediram a primeira vitória em casa, e, em um lance de bate-e-rebate, novamente Marô anota pênalti para equipe visitante, que foi convertido, igualando o placar em 3 a 3.
O Palmeiras valente ainda tento, em mais uma cobrança de falta, com Luciano, mais a bola passa
perto da meta do goleiro.
Bom jogo no Porto da Lagoa e a equipe máster do Palmeiras vai pra sua quinta partida invicta
no ano. Parabéns aos jogadores pela brilhante partida num domingo de sol escaldante em que às 18h a seleção levou um vareio do Equador o máster deu o seu recado.
Palmeiras empatou com Leônidas, Gilson, Cristiano, João Araújo e Odair; Moura Ferro, Ni, Luciano e kurreca; Elton e André, depois kerré, Jean, Divino e Carlos.
Destaques do jogo a boa marcação da equipe do Palmeiras e a qualidade do time do Piratas. Os destaques individuais as defesas do goleiro Leônidas, vindo de um ano parado, e o belo gol de falta do meia e técnico Luciano.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Master do Palmeiras mantém a invencibilidade - por Luciano


Jogando no Porto da Lagoa, com um sol escaldante que beirava os 35º, a equipe Master do Palmeiras, se manteve invicta no ano, graças à garra dos atletas e a disciplina tática aplicada dentro de campo.
O jogo começou meio conturbado, com o Palmeiras reclamando muito, e numa falha do zagueiro João Araújo, a boa equipe do Beira Rio fez um a zero.
Com a entrada de Marô no meio de campo, o Palmeiras se acertou no jogo e logo, chegando ao empate com o próprio Marô, de falta. Golaço. O equilíbrio tomou conta da partida.
O jogo ganhou em emoção mesmo foi na segunda etapa. O Palmeiras começou melhor e queria o gol da virada mas foi, num vacilo do goleiro Lito que, o Beira Rio ficou novamente em vantagem no marcador.
A equipe verde e branca do Porto da Lagoa não se intimidou e foi para cima. Depois de muito insistir, de falta, de fora da área, de cabeça, chegou ao gol de empate em jogada de Luciano e Marô, pelo meio. Num contra ataque rápido, Marô serviu Luciano, que se livrou dos zagueiros e bateu rasteiro, para empatar e assegurar a invencibilidade.
A equipe do Palmeiras jogou e empatou com Lito, Gilson, Cristiano (Lucas), João Araújo e Curreca (Odiar); Moura Ferro, André (Marô), Ni e Luciano; kerré (Divino e depois Neném), Elton (Diogo).
Destaques do jogo Cristiano, zagueiro do Palmeiras, firme na marcação, juntamente com Gilson e João Araújo e Moura Ferro e Ni, na contenção. Marô e Luciano na criação.
No próximo compromisso, domingo, 10h, contra Piratas da Palhoça, vamos em busca de mais um resultado positivo para manter a invencibilidade.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Reunião de Diretoria - por Moura Ferro


O Presidente do Palmerinhas, Daniel, o vice-, Lito, juntamente com o Luciano, Neném, Daniel e Moura Ferro, reuniram-se, na sede, segunda, dia 16.Foram tomadas várias resoluções.
Foi fechado o grupo do Master com os atletas: André; Carlos: Cristiano; Curreca; Divino; Duda; Elton; Gilson; Jean; João; Kerré; Leônidas; Lito; Luciano; Marcos; Moura e Ni. Ficou uma vaga ainda para ser ocupada pelo Odair, antigo atleta do Palmerinhas que esta voltando de uma séria contusão. Novos atletas só serão admitidos com a saída de outro em casos especiais que serão discutidos pela diretoria.
O Bar foi alugado para o Daniel por R$ 200,00 mais duas caixas de cerveja nos jogos em casa pela segunda divisão e resguardo data para que fazemos festival para arrecadação de fundos.
Não temos nenhuma dívida hoje e foi equacionado as dívidas do celular, com o pagamento de 40% do débito e parcelado o restante. Foram mantidos os dois celulares para ficarem à disposição da formação do grupo do campeonato e devido ao contrato de fidelidade.
Resolvemos viabilizar a construção de drenos ao lado dos “túneis” e iremos sábado, acertar com o proprietário do terreno vizinho, as obras para levar os dutos até à Lagoa. Tentaremos conseguir material com a Intendência da Lagoa. Esta semana será colocado no campo um carraga de areia para nivelá-lo ao custo de R$ 120,00.
A arrecadação com as mensalidades são insuficientes para cobrir os nossos custos. Resolvemos alugar o campo para o Lagoa disputar o campeonato e tomaremos os devidos cuidados para não acontecerem jogos quando estiver com o piso molhado. Cobraremos uma taxa de R$ 35,00 de todos os times que foram jogar contra nós. Tentaremos estabelecer a pelada noturna, pelo menos uma vez por mês, cobrando R$ 10,00 dos jogares, independente no pagamento da mensalidade, ou de ser sócio, ou não. Novas formas de financiamento serão pensadas, discutidas e aprovadas. As sugestões são muito bem vindas.
Agendaremos mais reuniões para acompanhar bem de perto os novos acontecimentos.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Empate com os jovens da Família Cameu - por Luciano -


Neste domingo, às 10 horas, com sol de 33º, o Master do Palmeiras, com a idade média dos atletas superando os 40 anos, fez o seu terceiro jogo da temporada, empatando, em casa, com a excelente equipe da Família Cameu, que conta com jogadores com media de idade de 20 anos e muitos participam da 1ª Divisão da Liga de Florianópolis.
O técnico Luciano Pereira armou um esquema defensivo, 3-6-1, para dificultar os ataques da equipe visitante e deu certo. Logo aos 5 minutos de jogo depois de uma bela jogada de Moura Ferro pela direita Marquinhos aproveitou o rebote do goleiro Lucas e fez 1 a 0.
O jogo estava equilibrado com as duas equipes procurando o gol mas sem êxito e o placar ficou assim na primeira. etapa.
No segundo tempo o jogo ganhou em emoção e as duas equipes buscaram o gol e foi a Familia que teve a melhor sorte e, aos 41 minutos, após jogada de Mateus, a bola bateu na mão de Ni e o árbito Ailton Costa (Abelha) assinalou pênalti. Mauricio foi para a cobrança o goleiro Luciano ainda foi na bola mas não teve jeito, 1 a 1.
Depois do gol de empate o Palmerias foi para cima e Marô acertou a trave mas o placar não alterou. 1 a 1 foi um excelente resultado e dá moral para o Master do Palmeiras, na próxima partida enfrentar a equipe do Beira Rio , da Fortaleza da Barra, no Estádio AMAC.
O Máster empatou com Luciano; Cristiano, João Araújo e Lito; Moura Ferro, André, Ni, Marô, Jean e Marquinhos; Elton. Depois Divino, kerre, Curreca, Gilson e Carlos.

terça-feira, 10 de março de 2009

A luta pelo campo do Palmerinhas - I - por Gilson Ruiz.



Há muitos anos, em meados de 1960, antes da chegada da energia elétrica ou mesmo do asfalto, época em que a Rodovia Vereador Osni Ortiga não passava de uma precária picada para animais, a comunidade do Porto da Lagoa já utilizava a área onde hoje é o Campo do Palmerinhas para as tradicionais peladas.

E foi assim que, em 1962, o Sr. Manoel Hermenegildo Bittencourt, doou a área para a comunidade do Porto da Lagoa, que através dos seus representantes fundaram a Sociedade Esportiva Palmeiras Porto da Lagoa. O campo hoje é um exemplo na região e isto se deve muito àqueles que não pouparam esforços para realizar o sonho de ter e manter uma área de lazer para a comunidade. Pessoas como “Seu” Andre, sócio-fundador, que com chuva ou sol nunca faltava aos jogos para dar seu apoio, ou o velho Ciciliano, “seu Cião”, também um dos fundadores da Sociedade, que trabalhou muito para deixar o campo como é hoje, eliminando os espinheiros e aterrando um banhado que, na época, havia atrás do campo.

Passados vinte anos de posse mansa e pacífica daquela área, em meados 07 de dezembro de 1987, o empresário Walnei Medeiros invadiu o campo com vários capangas, máquinas e tratores, e se dizendo proprietário da área, começou a destruir tudo o que encontrava pela frente. Só parou no momento que toda a comunidade do bairro foi ao local, disposta a defender à força sua área de lazer. Expulsos os invasores iniciou a batalha jurídica.